Quando vemos pessoas correndo habitualmente parece fácil, parece simples. Mas, para começar a correr não basta boa vontade, algumas regras devem ser observadas para o seu próprio bem. Muitas pessoas desconhecem os procedimentos iniciais e quando não conseguem correr, creditam isto à sua incapacidade. Não é verdade, com alguns cuidados e um pouco de planejamento, qualquer pessoa apta pode correr.

Primeira coisa é procurar um médico (preferencialmente um cardiologista) para verificar se você realmente está apto a correr ou praticar qualquer atividade física sem causar riscos ou danos à sua saúde. Segunda tarefa é adquirir um bom tênis, adequado não apenas para corrida como também para a sua pisada. Escolha um local que não tenha terreno muito acidentado, vista roupas leves e não esqueça da hidratação.

Procure sempre começar com um aquecimento leve, como por exemplo uma caminhada de uns dez minutos. Não pretenda chegar no primeiro dia e correr ininterruptamente, pois para isso seu corpo vai precisar de um longo condicionamento. Não estamos falando apenas de fôlego, músculos, articulações, tendões e ossos precisam de um tempo para se adaptar ao impacto da corrida.

O ideal, depois do aquecimento, é intercalar caminhada em ritmo leve com pequenos tiros de corrida. Por exemplo, caminha por dois minutos, corre por trinta segundos, caminha por mais dois minutos e assim por diante. Não precisa ser necessariamente neste ritmo, cada um estipula o seu: podem ser cinco minutos de caminhada e dez segundos de corrida. Caberá a você ouvir seu corpo e decidir. Inicialmente você pode realizar esta atividade por 20 minutos ou meia hora. Um dica para quem não tem muita noção do ritmo correto: fale uma frase inteira. No ritmo certo você deve ser capaz de falar uma frase inteira. Se não conseguir por estar muito ofegante, deve diminuir o ritmo. Não se esqueça de dar um dia de intervalo antes de correr novamente.

Com o tempo e a prática (porque você tem que levar a sério e praticar pelo menos três vezes por semana), você vai perceber que é possível aumentar o tempo de corrida. Aos poucos, você vai caminhar menos e correr mais, até que chegará um ponto onde você estará correndo sem maiores dificuldades. É um processo de adaptação, não espere virar um corredor em duas semanas. Sabemos que não é possível estipular o tempo necessário, pois cada organismo reage de uma forma, mas também sabemos que alunos não gostam desta resposta evasiva, então, só para que vocês tenham uma idéia do tempo necessário, eu diria que é uma média de nove a dez semanas, se o aluno se empenhar.

Claro que tudo será mais fácil se você puder contratar um profissional que te supervisione e elabore uma planilha de treino específica para você, para sua capacidade, sua necessidade e seus objetivos. Além disso ele poderá avaliar eventuais erros de postura, sua pisada, sua respiração e diversos fatores que não podem ser  analisados à distância. Dicas rápidas: preste atenção no movimento alternado dos seus braços (braços parados aumentam seu esforço) e mantenha-os no nível da sua cintura, procure não “saltar” durante a corrida, quanto menos barulho seus passos fizerem, mais corretos eles serão. Não se esqueça de respirar, de preferência pelo nariz.

Comece com calma, ciente de que passará por um período de adaptação. Não se preocupe com sua velocidade nem desempenho neste primeiro momento. Quando você menos esperar, estará correndo!

Para dúvidas, sugestões ou informações de treinos: contato@oseupersonal.com.br
Curta nossa Fanpage: www.facebook.com/Oseupersonal
Siga-me no twitter: www.twitter.com/Oseupersonal
Instagram: Instagram.com/Oseupersonal

, , , , , , ,

About Author

Personal trainer e proprietátio da empresa Oseupersonal.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *