Você sabia que além de fazer muito pela sua saúde, a atividade física também é uma grande aliada na hora H? (eu sei, eu sei… ninguém gosta de admitir que tem problemas ligados a isso. Esta postagem é para você enviar para aquele seu amigo ou sua amiga que tem).

Além de melhorar sua autoestima trabalhando a estética e melhorar seu condicionamento físico, permitindo um melhor desempenho durante o ato, a prática regular de atividade física tem a capacidade de combater dois males que vem minando a vida sexual de muita gente: baixa libido e disfunção erétil.

A prática regular de atividade física estimula a produção de diversos hormônios capazes de potencializar o prazer de homens e mulheres na hora H, como por exemplo, a testosterona, presente no organismo de homens e mulheres. Elevar a testosterona é ainda mais fundamental para mulheres que fazem uso de anticoncepcionais hormonais que eventualmente podem reduzi-la, reduzindo junto a sua libido.

Estudos comprovam que o principal fator que vem causando diminuição na libido e problemas de ordem sexual não é o psicológico, como durante muito tempo se pensou, e sim físico. O culpado é o estresse do dia a dia e seus efeitos físicos, traduzido em um hormônio chamado “cortisol”, que atrapalha no relaxamento e na disposição para o ato.

A melhor arma para combater o cortisol… adivinha? Atividade física! Sedentarismo, tabagismo, obesidade, alcoolismo e outros hábitos incorretos do dia a dia estão aumentando cada vez mais o estresse sofrido pelo nosso corpo. A consequência, dentre outras, são pessoas menos dispostas para “chegar junto” e menos dispostas de uma forma geral.

Ninguém admite, mas a Sociedade Brasileira de Urologia informa que cerca de 45% dos homens em idades entre 18 e 45 anos tem algum grau de disfunção erétil. As mulheres também estão sendo afetadas, cerca de 35% da população feminina com idades entre 30 e 65 sofre de baixa libido. Números bastante elevados para a faixa etária pesquisada.

No caso dos homens, a atividade física pode ajudar de forma específica, pois sua prática estaria ligada ao aumento de um neurotransmissor que atua na ereção (papo técnico: óxido nítrico), facilitando a entrada de sangue no pênis e melhorando a qualidade e tempo de ereção. No caso das mulheres, a ajuda vem na forma do aumento de um neurotransmissor chamado Dopamina, que ajuda no relaxamento e na sensação de bem estar.

E não é apenas na vontade de fazer amor que a atividade física atua, também é possível sentir seus resultados no ato em si. Voluntários que saíram do sedentarismo relataram aumento de prazer após a prática regular de atividade física. Por isso, mesmo que você não tenha qualquer problema, saiba que a qualidade na hora h pode ficar ainda melhor.

Alguns médicos chegam a recomendar inclusive a prática de atividade física logo antes do “vamo vê”, como forma de potencializar o prazer do casal. Teste. Mas desta vez, por favor, não me conte. A privacidade de um casal é sagrada e em tempos de redes sociais parece que as pessoas estão perdendo de vez a noção de intimidade e privacidade.

 

Para dúvidas, sugestões ou informações de treinos: contato@oseupersonal.com.br
Curta nossa Fanpage: www.facebook.com/Oseupersonal
Siga-me no twitter: www.twitter.com/Oseupersonal
Instagram: Instagram.com/Oseupersonal

SnapChat: Oseupersonal

, ,

About Author

Personal trainer e proprietátio da empresa Oseupersonal.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *