Quero falar de uma situação muito especial onde pode comprometer não só seu rendimento nos treinos como na vida. E onde tentar motivar só desmotiva: depressão.

Ao contrário do que muita gente ainda pensa, depressão não é “frescura”, não é “coisa da cabeça da pessoa” e não é algo que, via de regra, se possa superar apenas com força de vontade. Pensar assim é cruel, porque impõe uma tarefa impossível à pessoa que está deprimida, fazendo-a se sentir um fracasso.

Depressão não é uma mera tristeza por um evento desagradável. Depressão não é fruto da imaginação da cabeça da pessoa. Depressão é um desequilíbrio bioquímico no cérebro da pessoa, que não tem culpa alguma por este acontecimento e não pode, apenas com força de vontade, normalizar a situação, assim como o diabético não pode apenas com força de vontade produzir mais insulina.

Depressão tem vários graus. Muitas vezes um grau leve permite que a pessoa continue trabalhando, levando uma vida relativamente normal, mas com muito custo e sofrimento. Depressão nem sempre é aquele quadro estereotipado de uma pessoa que não levanta da cama. Uma pessoa deprimida por ter muita dificuldade para realizar tarefas do dia a dia, inclusive atividade física. Por isso, se você vem sentindo sintomas que acha que podem ser depressão ou se convive com alguém que está passando por isso, a melhor forma de ajudar não é aquela motivação clássica de “Vamos lá! Força! Levanta da cama! Vamos malhar!”. Depressão tem tratamento, basta admitir o problema e procurar um bom médico.

Não cabe a mim falar sobre os sintomas de depressão ou sobre diagnóstico. Não tenho competência para isso. Só posso te dizer que a prática regular de atividade física previne e até mesmo atenua sintomas depressivo, porém não deve ser imposta de forma forçada. Se a pessoa atualmente não tem condições de se exercitar, compreenda e ajude, acompanhando-a a um médico. Chamar de “preguiçoso”, recriminar que ela “está se entregando” ou jogar na cara os danos estéticos que o sedentarismo está promovendo podem parecer motivacional mas não são, podem inclusive agravar o caso.

Fique atento. Estima-se que 20% da população mundial sofra de depressão em algum momento da vida. É um número alto. Muitas vezes a própria pessoa deprimida não consegue identificar com clareza o problema. É preciso dedicar parte do seu tempo para olhar com atenção para as pessoas que estão ao seu lado e realmente vê-las, perceber suas necessidades e sua realidade. Faça isso antes de dar um choque motivacional em alguém. Isso vale também para todos os profissionais de educação física, pois muitos, com a melhor das intenções, são rudes com pessoas fragilizadas na hora de motivar.

Se você acha que pode estar passando por um período depressivo, esta é a minha motivação para você: VOCÊ NÃO TEM CULPA, é um distúrbio bioquímico. Parece que não vai passar nunca, mas VAI PASSAR SE VOCÊ SE TRATAR. Não é demérito ter depressão, não é coisa de gente fraca e definitivamente não é exclusividade de mulher. Não há motivo para ter vergonha.

Procure ajuda, procure psicólogos e psiquiatras para que eles avaliem se de fato se trata de depressão e qual é a melhor abordagem. Eles irão te ajudar e quando você se sentir melhor, poderá praticar atividade física, que vai garantir a liberação de substancias que promovem o bem estar e te ajudarão a controlar o problema. Pode ser que você não tenha nem ao menos vontade de se tratar, mas acredite em mim, vai valer a pena. Quando você vivenciar muitas alegrias no futuro vai olhar para trás e pensar: “ainda bem que procurei ajuda”.

Para dúvidas, sugestões ou informações de treinos: contato@oseupersonal.com.br
Curta nossa Fanpage: www.facebook.com/Oseupersonal
Siga-me no twitter: www.twitter.com/Oseupersonal
Instagram: Instagram.com/Oseupersonal

Snapchat: Oseupersonal

 

, ,

About Author

Personal trainer e proprietátio da empresa Oseupersonal.

Comments (4)

  1. Tais 28 de abril de 2016

    Muito bom o texto Bruno!
    Lido com essa doença ha 9 anos, c fases mais atenuantes e outras mais suaves. Realmente como vc disse, as pessoas gostam de dizer: “Tenha força!” ” Nao se entregue” e isso so nos faz sentirmos incompreendidos e mais deprimidos. Precisamos de ajuda, mas é realmente medica e psicológica. Hj busco ajuda tbm com uma nutriçao adequada , q ha pouco descobri q existe dieta p depressao e com atividade fisica, porem no quesito atividade fisica ainda n encontrei o personal certo q me ajude em ambos os quesitos. Acho q falta um pouco de aperfeiçoamento nessa area. Por muitas vezes quero muito realizar as tarefas propostas mas meu corpo n responde aos meus desejos. Essa tem sido a etapa mais dif i cil p mim. Hj qndo vi no snap q vc tinha feito um post sobre isso e vim correndo ler. E o primeiro q vejo escrever sobre isso. Parabens pela iniciativa! Se eu nao morasse tao longe ( aq no fim do Brasil, divisa c uruguai. Onde o frio esta congelante) com certeza estaria disputando um horario teu. Parabens de novo e obrigada pela compreensao conosco. Grande beijo dessa sua seguidora gaucha

    1. Oseupersonal 29 de abril de 2016

      Nossa quanta honra e quantas palavras lindas. Apenas gratidão pelo carinho. Bjs!

  2. Thayna 27 de maio de 2016

    No começo da minha depressão a única coisa que me fazia “esquecer” era exercícios físicos. Depois de um tempo não consegui mais, não tive forças, nem dá pra explicar..Muito bom seu texto!!

    1. Oseupersonal 30 de maio de 2016

      Que bom! Fice feliz quando meu texto de alguma forma ajuda ou confirma alguma experiência ja vivida. Obrigado pelo elogio e por seu depoimento. Bjs!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *