Você já ouviu falar em “urticária colinérgica”? Talvez você não esteja ligando o nome à pessoa.

Em algumas pessoas a atividade física pode desencadear sinais típicos de uma alergia, especialmente coceira e vermelhidão. O tipo mais comum é a “urticária colinérgica”. Isso mesmo, você não é maluco, existe uma explicação científica para aquela coceira que você sente quando se exercita.

A urticária colinérgica é desencadeada tanto pelo exercício como pelo calor (pode aparecer, por exemplo, após um banho quente). As lesões são bem pequena (2 a 4mm), pequenos pontinhos vermelhos e costumam se manifestar após 15 minutos de exercícios, quando ocorre elevação da temperatura corporal e a pessoa começa a suar. As lesões persistem por 2 ou 3 horas após o término da atividade física. Em alguns casos o resfriamento do corpo (banho gelado, por exemplo) pode interromper uma crise.

Também existe uma hipótese mais rara, chamada “anafilaxia induzida pelo exercício”. Ela apresenta com lesões maiores (10 a 15mm) e costuma estar associada ao simples aumento de temperatura corporal. Pode ocorrer de forma simples ou em conjunto com algum fator de origem alimentar. Alguns alimentos (os mais comuns são camarão, aipo, trigo, soja, leite, milho e mostarda) ingeridos algumas horas antes da prática da atividade física podem desencadear esta relação. A ingestão do alimento de forma isolada ou a prática de exercício de forma isolada não desencadeiam a alergia, apenas os dois juntos. Nesses casos, o aluno deve evitar o consumo do alimento estopim entre 4 a 6 horas antes de praticar atividade física.

Está confuso? Não sabe qual é o seu caso? Existem exames específicos que você pode fazer para averiguar se você está sendo vítima de urticária colinérgica, de anafilaxia induzida pelo exercício ou de qualquer outro tipo de alergia, porque estas não são as duas únicas respostas possíveis. Já vi alunos com alergia a determinados tecidos comumente usados em roupas de academia que atribuíam a alergia ao exercício, quando na verdade a culpada era a roupa. Quem tem alergia sabe: descobrir o causador nem sempre é uma tarefa fácil.

Enfim, esta postagem não foi para te dar uma resposta definitiva para a identificar a causa da sua coceira, porque afinal, eu não sou médico alergista, seria irresponsável diagnosticar alguém. Foi apenas para que você saiba que sim, existe alergia associada à prática de atividade física e que sim, você pode procurar um médico alergista sem medo de parecer maluco. Se você vem sentindo coceira quando começa a praticar atividade física, marque uma consulta com um bom alergista e investigue. Em todos os casos o desconforto pode ser atenuado com medicamentos específicos.

E só por desencargo de consciência, existem mais dois tipos de alergia que podem estar indiretamente relacionados à prática de atividade física: “urticária aquagênica”, que pode ser desencadeada pela água, é bastante rara e pode ser tratado com medicamentos e “angiodema vibratório”, alergia desencadeada por vibrações, que pode acometer quem se exercita em plataformas vibratórias. Normalmente vem acompanhada de dor de cabeça e também pode ser tratada.

Não se acanhe se sentir coceira durante a prática de atividade física: se está te causando um incômodo significativo, procure um alergista!

, ,

About Author

Personal trainer e proprietátio da empresa Oseupersonal.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *