Hoje eu vim dar uma boa notícia para você que já foi praticante regular de alguma atividade física mas atualmente se encontra parado, desanimado ou lesionado: seus músculos tem memória e se você quiser retomar suas atividades, vai reconquistar sua boa forma de modo muito mais rápido e eficaz.

A “memória muscular” já foi cientificamente comprovada. Quem praticou alguma atividade que trouxe ganhos significativos de músculos (não precisa ser necessariamente musculação) e foi obrigado a parar, pode recuperar os músculos perdidos com relativa rapidez e facilidade. Estudos comprovam que nosso corpo “lembra” dos períodos de atividade intensa e isto o ajuda na retomada da atividade física.

Imagine um camundongo que todos os dias tem que atravessar o mesmo labirinto para chegar a um pedacinho de queijo. Com o passar das semanas, ele já vai conhecendo melhor o labirinto e consegue cruzá-lo de forma mais rápida. Ao longo de meses ou até mesmo de anos, ele já sabe o melhor caminho para chegar ao queijo.

Agora imagine que alguém tire o camundongo dali e o deixe três anos em uma gaiola e depois o recoloque no labirinto. Quão surpreendente seria se ao entrar no labirinto o camundongo pensasse: “Ei! Eu conheço isso aqui! Já sei exatamente o que tenho que fazer, eu lembro!” e fizesse o caminho mais rápido para o queijo novamente?

Pois é, é isso que nossos músculos fazem. Eles se lembram muito bem dos períodos de atividade intensa e quando retomamos a atividade eles se comportam como verdadeiros veteranos. Isto acontece graças a algumas células musculares chamadas “miócitos”. Me permitam uma explicação bem simplificada, sem qualquer pretensão científica, só para vocês entenderem como funciona.

Os miócitos possuem alguns núcleos que auxiliam na formação dos músculos. Quanto mais você treina, mais destes núcleos aparecem, logo, mais eficiente a formação muscular. Quando você permanece inativo, o músculo diminuí de tamanho, mas a quantidade destes núcleos não diminuí!

Antigamente se pensava que os músculos atrofiavam justamente pela perda destes núcleos, mas hoje já se sabe que eles continuam todos ali, só esperando um novo comando de atividade física para voltar a trabalhar a todo vapor para aumentar sua massa muscular! Não sou eu quem diz, um estudo da Universidade de Oslo, na Noruega, comprovou esta teoria.

Em uma metáfora bem vagabunda, pense em um Shopping Center. Ou melhor, em dois Shoppings. Você comprou um Shopping Center e abriu diversas lojas, o Shopping vende bem, as lojas tem muitos consumidores fiéis e você está tendo lucro. Por algum motivo, você decide viajar e fecha o shopping por alguns anos e viajar. Na volta, decide reabrir o Shopping. As lojas continuarão ali, os clientes antigos estarão prontos para voltar a comprar, as mercadorias estarão prontas para ser vendidas. Muito diferente da situação de quem nunca treinou, onde o Shopping está vazio e será preciso construir lojas, comprar mercadorias e conseguir um público alvo. Deu para perceber a diferença entre começar a treinar e RECOMEÇAR a treinar?

O que quero dizer é que em um RECOMEÇO você tem meio caminho andado. Não será mais aquele sacrifício que foi na primeira vez. Mesmo que você tenha praticado um esporte muitos anos atrás ou que tenha sido bailarina na sua adolescência, seus miócitos cheios de núcleos prontinhos para te dar um resultado rápido estão todos ali, só esperando um sinal para voltar a funcionar a todo vapor.
Por isso, se você já praticou alguma atividade física significativa, é hora de se animais e colocar novamente seu corpo em movimento. Acredite, recuperar a forma vai ser muito mais fácil e muito mais rápido do que você imagina.

E para você que está praticando atividade física, sorria: seus ganhos são para a vida toda. Os miócitos e seus vários núcleos que você ajuda a criar diariamente te acompanharão para sempre, mesmo que você pare de treinar, prontos para voltar a funcionar quando acionados novamente!

About Author

Personal trainer e proprietátio da empresa Oseupersonal.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *