Sempre recebo emails e perguntas através dos comentários do blog e das minhas redes sociais a seguinte pergunta: Aeróbico é a melhor forma de emagrecer? Bem, aí vai a minha resposta: Sóaeróbico NÃO é a melhor forma de emagrecer. Na verdade você pode inclusive depois de um certo tempo começar a engordar. Calma que no decorrer do texto eu me justifico e você vai compreender o por que.

Primeiramente vamos perder essa referencia de peso no processo de emagrecimento por ser uma variável facilmente influenciada por diversos fatores como: Hora do dia em que se pesa, ciclo menstrual, retenção hídrica, alimentos ingeridos ricos em sódio, calibragem irregular da balança, densidade óssea, massa visceral e massa gorda. Portanto devemos nos apegar no processo de emagrecimento única exclusivamente o percentual de gordura.

Para emagrecer de forma eficaz é essencial garantir que, durante a prática de atividade física, você também adquira massa muscular. E isso não sou eu quem diz, é a Health Science, publicação da Universidade de Colorado, dos EUA. Foi comprovado que a prática de muita atividade aeróbica pode acabar gerando perda de gordura mas também perda de massa muscular, o que teria como conseqüência a diminuição do metabolismo, cessando o processo de emagrecimento.

No começo a pessoa que pratica atividade aeróbica todo dia até perde peso, mas logo ela entra num processo de catabolismo onde o corpo começa a utilizar as reservas de proteínas (músculos) como combustível, baixando assim o seu volume muscular e consequentemente seu percentual de massa magra. Por conta disso, sua quantidade de calorias que corpo utiliza para manter as funções normais do corpo (Papo técnico: Metabolismo basal – Quantidade de caloria mínima que o corpo utiliza para manter as funções vitais) diminui e a pessoa passa a gastar menos calorias tendo cada vez mais dificuldade para emagrecer.

Até porque, como eu já disse outras vezes, nosso corpo “se acostuma” com a quantidade de atividade física regularmente praticada, sendo necessário fornecer cada vez mais estímulos para perda de peso. Quando já se pratica uma quantidade grande de atividade aeróbica, fica muito difícil majorar o estímulo sem comprometer a massa muscular.

A Universidade do Oeste da Escócia, Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, Universidade de Munique e tantas outras que podem ser citadas (ao todo foram vinte e duas pesquisas em Universidades diferentes). O denominador comum foi a conclusão de que é mais benéfico um exercício aeróbico de menor período de duração e mais intenso do que um aeróbico de longa duração (longa duração = mais de 50 minutos).

É simples: quando praticamos atividades aeróbicas de longa duração, nosso corpo produz um hormônio chamado GRELINA, que desperta a sensação de fome no cérebro, fazendo com que as pessoas que pratiquem atividades de longa duração comam mais e acabem consumindo mais do que gastaram. Nas pessoas que praticaram atividade aeróbica intensa de curta duração, os níveis de grelina se mantiveram estáveis, logo, a pessoa gastou praticamente as mesmas calorias e não comeu tudo de volta depois.

Com isso, caiu a antiga teoria utilizada até bem pouco tempo atrás, de que para queimar gordura a melhor forma era ficar o máximo de tempo possível se exercitando em uma intensidade moderada. Acreditava-se que esta seria a melhor forma porque a gordura é uma fonte de energia lenta, sendo necessário muito tempo de treino para queimá-la. Porém hoje já se sabe que isto não é verdade, foi comprovado que em atividades de alta intensidade com duração curta a moderada o gasto calórico total é MAIOR.

Por isso eu afirmo, praticar apenas atividade aeróbica todos os dias sem um treinamento de força não emagrece e pode te engordar. Procure conciliar um treino de força com uma atividade aeróbicae seus resultados direcionados para o emagrecimento certamente serão melhores e os prazos para esta meta otimizados.

, , ,

About Author

Personal trainer e proprietátio da empresa Oseupersonal.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *