Eu nunca me esqueço de um curso sobre musculação que fiz com um dos mais conceituados profissionais da área, onde sua frase de abertura foi “Abdominal é ignorância”. Fiquei chocado, lembro dessa frase até hoje. Ele explicou que não havia a menor necessidade de fazer exercícios específicos se o seu treino fosse executado de forma correta.

Hoje, muito tempo depois, este tipo de recomendação, que já é bastante difundida em outros países, começa a chegar ao Brasil. A explicação é bem simples: nós usamos nossa musculatura abdominal para quase todos os movimentos que fazemos, então, estamos, de alguma forma, exercitando esta musculatura quando fazemos exercícios com sobrecarga, ainda que de forma indireta.

Todo exercício de musculação deve ser realizado com a região abdominal contraída, pois assim se protege a coluna (sobretudo a área da lombar), se melhora a postura e se isola de forma mais eficiente o grupamento que está sendo trabalhado. Independente da questão estética, se a região abdominal estiver contraída, os resultados serão melhores.

Pois bem, tendo em mente que na execução de qualquer movimento a região abdominal deve estar contraída, há quem afirme que isto, por si só, seria um trabalho mais do que suficiente para fortalecimento da musculatura abdominal, dispensando exercícios específicos. Se for necessário perder gordura na região abdominal, basta complementar com uma atividade aeróbica, mas em princípio, no que diz respeito a fortalecimento, bastaria a realização dos exercícios de força com a região abdominal contraída.

Eu gosto de testar em mim tudo que leio antes de prescrever para uma aluna. Porque aluna não é cobaia, para perder tempo e dinheiro com experiências. Então, eu mesmo fiz o teste. Para minha surpresa, de fato funciona. O esforço de realizar um treino com a região abdominal contraída é muito mais difícil do que parece e dá resultados excelentes.

Mas atenção: CONTRAIR não é encolher. Se treinar encolhendo a barriga não vai ter bons resultados. Contrair é outra coisa. Contraia o músculo da sua perna: estique sua perna em uma superfície plana e contraia e solte a musculatura. Percebeu a sensação? Agora faça o mesmo com a sua barriga (é mais fácil se você estiver de pé). A contração é aquela repuxada que o músculo dá quando é submetido a um estímulo elétrico (nada de dar choque na barriga, hein?). Contrair é forçar a musculatura da região abdominal e sustentar esta contração durante toda a execução do movimento. É perfeitamente possível contrair a região abdominal e respirar normalmente, por isso também é recomendável manter a contração nos exercícios aeróbicos.

Manter a região abdominal contraída não é tão simples como parece. Requer bastante concentração e consciência corporal. Não desanime se você não conseguir de primeira. Uma dica para te ajudar: deite de barriga para cima e coloque um peso leve na barriga. Depois, tente oferecer resistência a esse peso com a sua musculatura abdominal. Procure endurecer sua musculatura, como se estivesse fazendo força, como se quisesse encostar o umbigo nas suas costas. Depois que aprender como contrair a região abdominal você nunca mais vai se esquecer de como fazê-lo.

Como ser humano não é matemática, não posso afirmar que isto funcione para todas as pessoas do mundo. O objetivo desta dica é trazer mais uma opção para que você teste e comprove se pode melhorar seu rendimento. Façam seus testes e depois de dois meses me contem os resultados!

Para dúvidas, sugestões ou informações de treinos: contato@oseupersonal.com.br
Curta nossa Fanpage: www.facebook.com/Oseupersonal
Siga-me no twitter: www.twitter.com/Oseupersonal
Instagram: Instagram.com/Oseupersonal

, ,

About Author

Personal trainer e proprietátio da empresa Oseupersonal.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *